Benefícios do doce de marmelo para a saúde

O marmelo é conhecido como gamboa, anti, marmello ou cacho, vem de uma árvore aparentado com os macieiras e pereiras. Esta fruta tem a forma oval, a pele é verde e muda de tom conforme se aproxima da maturidade até tomar uma cor amarelo brilhante com alguns tons de marrom.

As propriedades do doce de marmelo são aquelas da fruta só que com uma taxa de glicose maior.
Composição nutricional do marmelo
Cada 100 g de doce de marmelo incluem:

Propriedades do marmelo
O marmelo é uma fruta que pesa entre 300 e 400 g, é de textura fibrosa e de sabor ácido, devido a seu alto conteúdo de taninos, em sua forma natural é impossível de consumir o que se preparar na forma de doces ou massas.
Esta pasta está se preparando para o final do verão e início de outono, cozinha, tomar com açúcar e a água até obter uma pasta de cor castanho ou marrom.

Para problemas digestivos
Esta pasta é usada para tratar os problemas do sistema digestivo, sobretudo, prisão de ventre ou diarreia. O doce é fácil de digerir o que fornece energia rápida e de fácil absorção.
O marmelo é rico em pectina, uma fibra demulcente que alivia a irritação das mucosas digestivas. A pectina se transforma em um gel que pega os sucos gástricos, evitando que continuem irritando as paredes gástricas, isso alivia azia, gastrite ou úlceras digestivas.
RECOMENDADO Características e propriedades da cenoura
A pectina também estimula o movimento intestinal, alivia a prisão de ventre, previne hemorroidas e elimina toxinas acumuladas no intestino.
Para os cálculos biliares
A pectina previne a formação de cálculos na vesícula biliar.

Outros benefícios do marmelo
Reduz os níveis de colesterol LDL.
Previne o câncer de cólon.
É anti-inflamatório e adstringente que ajuda no tratamento de doenças intestinais como: Crohn, colite e diverticulite.
É diurético, pois fornece altas quantidades de potássio.
É energizante.
Mantém as funções cerebrais.
Retarda o envelhecimento.
Alivia o stress e a ansiedade.
Contra-indicações
As pessoas que sofrem de diabetes, obesidade ou que desejam perder peso devem consumir em quantidades baixas ou evitá-lo por completo.