Para que serve a erva de são joão hiperico?

Conhecida como hipérico, corazoncillo, erva-do-soldado, grama militar e erva de São João, dá-se o nome científico de Hypeiycum perforatum L, é uma planta perene que pertence à família das gutíferas e que cresce em herbazales, florestas e prados.

Pode chegar a crescer até 1 m caracteriza-se por seus caules eretos, folhas curtas cobertas por glândulas translúcidas que lhe dão o aspecto de folhas furadas por insetos. A erva de São João tem flores amarelas de cinco pétalas, que chegam a alcançar 2 cm de diâmetro.
As propriedades da erva de São João se devem aos seus componentes químicos ativos. Entre suas propriedades mais marcantes, destacam-se:
Acalmar o stress.
Melhorar o humor.
Controlar a depressão.
Analgésica.
Calmante do sistema digestivo.
Extrai-se.
Componentes da erva de São João
A erva de São João é colhida na primavera, no final de Junho, esta planta recebe seu nome da data de sua máxima floração, o dia de São João ou 24 de junho.
É durante este dia, o melhor momento para colher as flores, as quais devem secar para depois ser armazenada em um saco de pano ou em um recipiente seco e hermeticamente.
Propriedades da erva de São João
Na antiguidade acreditava-se que esta erva dava força sobre-humana, os soldados, era capaz de controlar e afastar os demônios. Era a grama do poder por excelência.
Hoje, são-lhe atribuídas propriedades e benefícios muito mais comuns, mas nem por isso menos impressionante.
Antidepressivo
A erva de são João é recomendado em casos de problemas nervosos, para melhorar a memória e tratar problemas de depressão leve, a insônia e a ansiedade.
Todas essas propriedades devem-se à presença de hipericina, o químico atua em nosso corpo como se fosse uma droga de síntese, sem os efeitos colaterais das mesmas.
RECOMENDADO Benefícios do ganoderma ou reishi
A hipericina atua em conjunto com a hiperforina e os flavonóides da planta, bloqueando a absorção dos neurotransmissores serotonina, noradrenalina e dopamina, prolongando seus efeitos de bem-estar no organismo.
É por isso que essa erva é recomendado em casos de depressão sazonal e depressões leves, aconselha-se o consumo de 10 gotas de tintura três vezes por dia ou o consumo de cápsulas ou comprimidos.
Digestiva
Esta erva é um remédio adequado para controlar a acidez gástrica, as úlceras de estômago, vómitos e diarreia.
A hipericina atua como um inibidor da acidez ou MAO.
Para aproveitar esta propriedade recomenda-se consumir duas vezes ao dia, uma xícara de infusão com uma colher de chá de flores de hipérico.
Analgésica
O consumo dessa erva permite combater de forma natural, dores no corpo, especialmente aqueles de tipo crônico como as afecções reumáticas, dor ciática, gota, artrite e dor.

Para tratar estes problemas, recomenda-se consumir duas xícaras da infusão de hipérico. Esta é preparado com uma colher de sopa de flores de hipérico por cada chávena de água.
Em caso de fibromialgia, recomenda-se o consumo de extratos de hipericina a 3 %
Ennresis
Em casos de incontinência infantil recomenda-se o consumo de infusão de hipérico duas vezes ao dia.
Regulador da menstruação
Se você sofre de menstruações muito abundantes ou escassas, você pode resolver o seu problema consumir dois copos de infusão de hipérico ao dia.
Se você sofre de depressão devido ao síndrome pré-menstrual pode equilibrar suas emoções consumindo tinturas ou infusões de hipérico.
Diabetes
Apesar de ser necessário mais pesquisa sobre isso, sabe-se que o hipérico pode melhorar a resistência à insulina.
Antioxidantes e fitoquímicos
A erva de São João conta com propriedades muito diversas, devido ao seu teor de fitoquímicos e nutrientes, como luteína, vitamina C, carotenóides, clorofila, hipericina e flavonóides. Os carotenóides são antioxidantes, a clorofila contém magnésio e a luteína e evita a degeneração macular o que impede as cataratas, a cegueira noturna e outros problemas causados pela ação dos radicais livres.
RECOMENDADO Propriedades medicinais da asteráceas
Propriedades do hipérico em aplicações externas
Para feridas e saúde da pele
Utilizada desde a antiguidade para tratar feridos de guerra e infecções da pele, o óleo de hipérico era muito valorizado por suas propriedades analgésicas, cicatrizantes e anti-sépticas. Isso se deve a sua riqueza em taninos.
Para aliviar o herpes recomenda-se aplicar óleo de hipérico sobre as feridas, de tal forma que se podem tratar feridas, feridas e picadas.
Para cuidar da pele
Devido às suas propriedades adstringentes, cicatrizantes e anti-sépticas a erva de São João pode melhorar a aparência do rosto e a sua saúde. Pode ser usado na preparação de máscaras para tratar a acne, para reduzir a produção de gordura, cicatrizar espinhas e evitar a infecção.
Para as hemorróidas
É tão rica em taninos que consegue aliviar e relaxar os problemas circulatórios periféricos, para isso, recomenda-se banhos mornos com decocções de toda a planta de São João.
Dose recomendada de hipérico
Recomenda-Se consumir entre 300 e 1200 mg diários de hipérico para tratar qualquer lso problemas de saúde referidos anteriormente, recomenda-se também consultar um médico antes de iniciar qualquer tratamento com os extratos de hipérico, tinturas e óleos.
Ao adquirir o extrato, é necessário que você leia atentamente o folheto informativo interno.
Toxicidade, contra-indicações e efeitos secundários do hipérico
Durante a gravidez é proibido o consumo de hipérico em qualquer de suas apresentações.
Se estiver a tomar medicamentos deve-se consultar o médico antes de consumir o hipérico para evitar possíveis reações. O hipérico reage e é incompatível com barbitúricos, quimioterapêuticos, antidepressivos, drogas, inibidores da acidez, entre outros.

O consumo de hipérico pode causar fotossensibilização, pois a hipericina reage ao entrar em contato com a luz solar. Isso produz lesões cutâneas e ulceraciones profundas, por isso é recomendável que se você seguir um tratamento com esta planta evite exponerte única por tempo prolongado.