Vantagens do leite materno

O corpo de uma mulher grávida não só muda para acomodar o bebê, mas que altera certas estruturas com o objectivo de produzir o leite que o alimentará durante o primeiro ano de sua vida, e até mais. A amamentação deve ser a fonte primária de alimento do bebê devido aos diversos benefícios que oferece, como:

Fortalece o sistema imunológico.
Melhora a ligação mãe/filho.
Poupa dinheiro.
O desmame é instintivo.
Benefícios e propriedades do aleitamento materno

O melhor alimento
O leite materno contém quantidades adequadas de proteínas, carboidratos e gordura para o bebê, e o melhor, muda com o crescimento do bebê. Contém também minerais, hormônios, vitaminas e enzimas digestivas necessárias para o bebê.
Vacina natural
O leite materno, contém todos os anticorpos que tem a mãe, traz benefícios e fortalece o seu sistema imunológico com o passar do tempo, prevenindo doenças, mesmo a longo prazo. Segundo estudos, o leite materno aumenta o coeficiente intelectual do bebê.
O colostro é o primeiro leite que secreta a mãe e a primeira que você deve consumir o bebê. É um leite de aspecto amarelado, rico em nutrientes e anticorpos que o bebê precisa para sobreviver no mundo.
O colostro contém imunoglobulina A, que cobre os intestinos, o nariz e a garganta do bebê para proteger o bebê de bactérias, vírus e infecções.
Os bebês que tomam leite materno têm menos doenças, reduzem-se os riscos de sofrer de:
Chiado.
Infecções gástricas ou intestinais.
Doenças respiratórias.
Infecções do ouvido.
Gases.
Alergias: O colostro impede que os alérgenos que entram no corpo do bebê. O leite materno também reduz a exposição do bebê a alérgenos, contidos em produtos comerciais.
Diarreia.
Doenças da pele.
Prisão de ventre.
RECOMENDADO Propriedades da vitamina C
No momento de crescer, uma pessoa amamantada tem menos riscos de sofrer de:
Síndrome de morte súbita.
Obesidade.
Diabetes.
Cárie nos dentes.
Colite.
Câncer.
Asma.
Para a mãe
No caso de a mãe esta desenvolve um maior vínculo com seu bebê.

Previne a obesidade na mãe, já que o corpo usa a gordura acumulada durante a gravidez para produzir leite.
Permite poupar tempo e dinheiro, já que os pais não precisam de comprar leite comercial, nem suco, nem alimentos para bebês enquanto durar a amamentação.
Você pode amamentar e descansar.
Alivia os sintomas da depressão pós-parto.
Quantidade justa
O leite materno altera o seu volume para atender a demanda do bebê. Uma mãe não deve alarmar se produz pouco leite porque durante os primeiros dias, o bebê só vai exigir 7 ml por dose.
O leite materno é digerido em 35 minutos.
O leite varia também seu sabor, juntamente com o seu volume, preparando o bebê para a mudança natural para outro tipo de dieta.
Para a sociedade
O leite materno não requer um processo de elaboração, acondicionamento e transporte, pelo que não emite gases poluentes na atmosfera e não consome recursos não renováveis.
O país pode economizar em gastos de saúde pública, os bebês amamentados são menos doente.

Dicas
Lava os teus mamilos antes com água, humedécelos com seu leite e hidrate-se se o feixe estado ao sol.
Mantenha o bebê de perto o maior tempo possível.
Permite que o bebê decida quanto tempo ficar de lado e lado.
Usa corpetes com um tamanho maior para que os seus seios ao crescer, não se sentem apertados.
Dê leite ao bebê quando a peça.
O mamilo e a aréola deve estar na boca do bebê para dar de mamar. Assim você evita rachaduras e lesões.
A melhor posição para dar de mamar é barriga com barriga com a sua mãe.
A mãe deve descansar e se alimentar adequadamente.
RECOMENDADO Para que serve o tamarindo malabar?
Lembre-se, de acordo com especialistas, deve dar o peito ao seu bebê até os dois anos de idade.